Procurar
Close this search box.

O BS-95 aumenta a viabilidade do pólen

O grão de pólen é o portador do gâmeta masculino nas plantas e difere em várias morfologias de acordo com a espécie. A principal função do pólen é transferir o material genético masculino para o saco embrionário através de um processo denominado "dupla fecundação" (Razzaq et al 2019). 

A viabilidade do pólen é uma medida da fertilidade masculina e é, portanto, fundamental para o processo reprodutivo. A viabilidade do pólen pode ser afetada por inúmeros fatores ambientais e nutricionais da planta, especialmente stress abiótico e biótico. Sabe-se que os fatores ambientais, durante a formação do pólen, são suficientes para causar grandes diferenças no rendimento do pólen e, portanto, na produção das culturas (Razzaq et al 2019, Rodríguez-Rojas et al 2015).

Existem diferentes métodos para avaliar a viabilidade e a fertilidade do pólen. Entre os mais rápidos e precisos destacam-se a coloração com corantes vitais e a germinação em meios artificiais. Os testes de coloração possuem vantagens como indicadores de viabilidade polínica, uma vez que são mais rápidos e fáceis.

A germinação do pólen in vitro depende do genótipo, das condições ambientais, da maturação do pólen, da composição e do pH do meio, pelo que é necessário determinar as condições ideais para a germinação do pólen de acordo com a espécie.

A nutrição ideal e a bioestimulação da cultura em momentos-chave, como a floração, são essenciais para obter flores com pólen viável e fértil, aumentando assim a percentagem de frutificação.

Em ensaios realizados sob condições controladas com tomate da variedade "marmande", em que foi aplicado desde o início da floração BS-95 , obtivemos um aumento significativo da viabilidade do pólen (ANOVA p<0,05) e um aumento da fertilidade de 18,8%, aumentando o número de frutificações em 50,6-101,2% .

VIABILIDADE DO PÓLEN 

FERTILIDADE DO PÓLEN

Figura 1. Número de frutificações por planta

OBS-95® é uma formulação indicada para a floração em culturas hortícolas, árvores de frutos com caroço e pevide, olivais, vinhas e morangueiros, para assegurar a frutificação, fixação e o estabelecimento dos frutos.

Bibliografia 

Razzaq, M. K., Rauf, S., Khurshid, M., Iqbal, S., Bhat, J. A., Farzand, A., … & Gai, J. (2019). Pollen Viability an Index of Abiotic Stresses Tolerance and Methods for the Improved Pollen Viability. Pakistan Journal of Agricultural Research, 32(4).

Rodríguez-Rojas, T. J., Andrade-Rodríguez, M., Canul-Ku, J., Castillo-Gutiérrez, A., Martínez-Fernández, E., & Guillén-Sánchez, D. (2015). Viabilidad de polen, receptividad del estigma y tipo de polinización en cinco especies Echeveria en condiciones de invernadero. Revista mexicana de ciencias agrícolas, 6(1), 111-123.

http://cipotato.org/wp-content/uploads/2014/05/006140-2.pdf

Continuar lendo

Imagen para el interior de la noticia "Las estrategias para descarbonizar el sector agrícola, a debate en la 15º Jornada de la Cátedra Fertiberia de Estudios Agroambientales" mostrando a algunos de los presentes en la Jornada sobre Estrategias de Descarbonización
Imagen para el interior de la noticia
Imagen para el interior de la noticia

Fertiberia, uma referência na produção de hidrogénio verde e amoníaco de baixo carbono, bem como soluções de nutrição vegetal de elevado valor acrescentado e ambientais para a indústria.

O que fazemos

Criamos e fabricamos os produtos mais eficientes e sustentáveis para a agricultura e a indústria.

Ferramentas

Serviços para facilitar as tarefas diárias dos nossos clientes.

ESG

Os nossos pilares para garantir investimentos sustentáveis, inovadores e empenhados.

I+D+i

Investigação, desenvolvimento e inovação para um crescimento sustentável e responsável.

Contacte-nos

Scroll to Top