Jhoeel Hernán e Belén Lostao, Prémios Cátedra Fertiberia de Estudos Agroambientais

Imagen para ilustrar la entrega de los Premios Cátedra Fertiberia de Estudios Agroambientales, otorgados en 2023 a Jhoeel Hernán y a Belén Lostao, que muestra al jurado de los premios

Ambos foram premiados pelos seus trabalhos de investigação no domínio dos fertilizantes e sua influência na produção agrária

  • A entrega destes prémios ocorreu durante a cerimónia de graduação da UPM, realizada na Escola Técnica Superior de Engenharia Agronómica, Alimentar e de Biossistemas.

Madrid, 05/10/2023 – A inovação agroambiental volta a ser premiada este ano, mais uma vez, na cerimónia dos Prémios Cátedra Fertiberia de Estudos Agroambientais da Universidade Politécnica de Madrid (UPM). Os alunos Jhoeel Hernán e Belén Lostao foram premiados pelos seus Trabalho Final de Mestrado e Trabalho Final de Licenciatura, respetivamente, nos quais, parra além de aplicar e desenvolver os conhecimentos adquiridos durante os seus estudos, abordaram com excelência novas áreas de estudo, de grande valor para o desenvolvimento de uma agricultura que respeita o meio ambiente.

A entrega destes prémios ocorreu durante a cerimónia de graduação da UPM, realizada na Escola Técnica Superior de Engenharia Agronómica, Alimentar de Biossistemas.

  • Este ano, na categoria “Fertilizantes, fertilização ou sua influência na produção vegetal” foi distinguido o Trabalho Final de Mestrado de Jhoeel Hernán Uvidia Armijo, intitulado “Impacto de la utilización de cenizas volcánicas como fertilizante sobre la fertilidad de los suelos agrícolas y las emisiones de gases de efecto invernadero” (Impacto da utilização de cinzas vulcânicas como fertilizante na fertilidade dos solos agrícolas e nas emissões de gases com efeito de estufa).
  • Na categoria “Relação dos sistemas agrários com o meio ambiente”, o prémio foi atribuído ao Trabalho Final de Licenciatura de Belén Lostao Fernández-Lomana, subordinado ao tema “Análisis de la agricultura en los Mercados Voluntarios de Carbono. Caso de aplicación en España” (Análise da agricultura nos Mercados Voluntários de Carbono. Caso de aplicação em Espanha).

“Quando vemos todo o talento gerado nestas aulas, reforçamos a nossa convicção de que a união entre a empresa e a investigação universitária não só é necessária, como também é profundamente enriquecedora”, sublinhou Javier Goñi, CEO do Grupo Fertiberia, durante a cerimónia. “Precisamos de investigadores e profissionais talentosos, porque a tecnologia, por mais avançada que seja, é apenas um meio, que não tem sentido sem as pessoas adequadas”, acrescentou.

Com uma dotação financeira de 1.000 euros, os prémios promovidos pela Fertiberia em colaboração com a UPM reconhecem trabalhos ou projetos de excelente qualidade no domínio da fertilização e dos fertilizantes, da sua influência na produção agrícola e na qualidade das culturas e do ambiente, apresentados anualmente nos centros da Universidade Politécnica de Madrid.

  • No processo de seleção, são valorizados os trabalhos que proponham soluções inovadoras ou opções que minimizem o impacto ambiental da utilização de fertilizantes, tanto do ponto de vista dos produtos como da sua aplicação.
  • São igualmente considerados aspetos como o grau de complexidade e de dificuldade do projeto, o contributo pessoal do aluno ou aluna e o seu alcance a nível de formação profissional.

O júri, presidido por Augusto Arce Martínez, diretor da Cátedra Fertiberia de Estudos Agroambientais, foi composto por Inés Mínguez Tudela, professora do Departamento de Produção Agrícola da Escola Técnica Superior de Engenharia Agronómica, Alimentar e de Biossistemas da UPM; Ana Obrador Pérez, professora do Departamento de Química e Tecnologia Alimentar do mesmo centro; assim como pelos responsáveis do Grupo Fertiberia: Pilar García-Serrano Jiménez, diretora de Estudos e Investigação de Mercados; Javier Brañas Lasala, diretor de I+D+i; e Javier González Paloma, diretor de Inovação Agronómica.

Mais sobre a Cátedra Fertiberia de Estudos Agroambientais

A Cátedra Fertiberia de Estudos Agroambientais, criada em abril de 2007 como resultado da colaboração entre a empresa e a Universidade Politécnica de Madrid, tem como objetivo prioritário a investigação no domínio da fertilização ecológica que contribua para o desenvolvimento de uma agricultura competitiva e sustentável.

Liderada por Augusto Arce Martínez, desenvolve um vasto programa de ações como a promoção de projetos de I+D+i, o patrocínio de estudos específicos, a organização de atividades de divulgação e difusão, a colaboração em programas de formação para estudantes da UPM, entre outros.

Continuar lendo

Imagen para el interior de la noticia
Imagen para el interior de la noticia "Grupo Fertiberia celebra el Día Mundial de la Seguridad y Salud en el Trabajo con la entrega de sus Premios SaFer" mostrando las fotos de los premiados
Imagen para el interior de la noticia

Fertiberia, uma referência na produção de hidrogénio verde e amoníaco de baixo carbono, bem como soluções de nutrição vegetal de elevado valor acrescentado e ambientais para a indústria.

O que fazemos

Criamos e fabricamos os produtos mais eficientes e sustentáveis para a agricultura e a indústria.

Ferramentas

Serviços para facilitar as tarefas diárias dos nossos clientes.

ESG

Os nossos pilares para garantir investimentos sustentáveis, inovadores e empenhados.

I+D+i

Investigação, desenvolvimento e inovação para um crescimento sustentável e responsável.

Contacte-nos

Scroll to Top