Procurar
Close this search box.

Macromagnitudes da agricultura mundial FAO 2021

Por Carolina Rodríguez Alonso. Cátedra Fertiberia de Estudos Agroambientais

Nos últimos 20 anos, assistiu-se a uma série de mudanças fundamentais na agricultura mundial que resultaram numa transformação radical. O valor acrescentado aumentou 73%, embora a contribuição para o PIB mundial, 4%, se tenha mantido estável. A mecanização avançou significativamente, reduzindo o número de pessoas empregadas na agricultura de 40% para 27%. Os terrenos agrícolas per capita diminuíram de 0,24 ha em 2000 para 0,20 ha em 2019. Por outro lado, a irrigação aumentou 18%.

Em 2019, a utilização de fertilizantes foi de cerca de 190 milhões de toneladas em termos de nutrientes, mais 40% do que em 2000. Deste volume, 57% corresponde a nitrogénio, enquanto o fósforo representa 23% e o potássio 20%. Os principais consumidores de fertilizantes são, por esta ordem, a China, a Índia, os Estados Unidos e o Brasil.

Em termos de aplicação por unidade de superfície, verifica-se uma maior intensidade na Ásia (180 kg/ha), seguindo-se a América (135 kg/ha), a Oceania (82 kg/ha), a Europa (80 kg/ha) e a África (26 kg/ha).

Relativamente aos três principais nutrientes, N, P2O5 e K2O, verifica-se uma grande variabilidade no seu equilíbrio, em função das grandes regiões mundiais.

O nutriente mais consumido é o nitrogénio, que representa 64% do total na Europa e 49% na América. O potássio, o segundo nutriente mais importante em termos de volume, representa 26% do total dos principais nutrientes consumidos na América e 19% na Europa. O fósforo representa 17% do total consumido na Europa.

Balance de nitrógeno en suelo por componente y región. Fuente: FAOSTAT (https://doi.org/10.4060/cb4477en-fig64)
Fertiberia - Actualidad: Blog. Macromagnitudes de la agricultura mundial FAO 2021, imagen1

O balanço de nitrogénio no solo representa a diferença entre os fornecimentos de nitrogénio e a quantidade extraída pela produção de culturas.

Este agravou-se, a nível mundial entre 2000 e 2018, aumentando principalmente até 2010, data em que começou a estabilizar. Na Europa, a situação é bastante diferente: partindo de um melhor balanço em 2000, verifica-se uma redução do excesso de nitrogénio no final do período. Por outro lado, na Oceania, o balanço encontra-se totalmente desequilibrado e os fornecimentos maiores não foram compensados por extrações maiores.

Uso de fertilizantes inorgánicos por nutriente y región, y por área de cultivo, nutriente y región. Fuente: FAOSTAT (https://doi.org/10.4060/cb4477en-fig18).
Fertiberia - Actualidad: Balance de nitrógeno en suelo por componente y región. Fuente: FAOSTAT

Em relação à agricultura ecológica, em 2019, os países com maior área dedicada a este tipo de prática foram a Áustria (25%), a Suécia (20%) e a República Checa (15%).

Bibliografia: FAO. 2021. World Food and Agriculture – Statistical Yearbook 2021. Rome. https://doi.org/10.4060/cb4477en

Continuar lendo

Imagen para el interior de la noticia "Las estrategias para descarbonizar el sector agrícola, a debate en la 15º Jornada de la Cátedra Fertiberia de Estudios Agroambientales" mostrando a algunos de los presentes en la Jornada sobre Estrategias de Descarbonización
Imagen para el interior de la noticia
Imagen para el interior de la noticia

Fertiberia, uma referência na produção de hidrogénio verde e amoníaco de baixo carbono, bem como soluções de nutrição vegetal de elevado valor acrescentado e ambientais para a indústria.

O que fazemos

Criamos e fabricamos os produtos mais eficientes e sustentáveis para a agricultura e a indústria.

Ferramentas

Serviços para facilitar as tarefas diárias dos nossos clientes.

ESG

Os nossos pilares para garantir investimentos sustentáveis, inovadores e empenhados.

I+D+i

Investigação, desenvolvimento e inovação para um crescimento sustentável e responsável.

Contacte-nos

Scroll to Top